COMO OS DESENHOS ANIMADOS PODEM AJUDAR

NO DESENVOLVIMENTO DAS CRIANÇAS

COMO OS DESENHOS ANIMADOS PODEM AJUDAR NO DESENVOLVIMENTO DAS CRIANÇAS

As brincadeiras, os brinquedos, os jogos e as narrativas, sejam elas provenientes de livros, filmes ou programas de televisão, podem ser essenciais para o desenvolvimento das crianças. Ao acrescentarem um tom lúdico no aprendizado, essas atividades trazem benefícios nos aspectos físico, intelectual e social, pois é, justamente, brincando que a criança começa a desenvolver sua identidade, a exercitar sua autonomia e a inaugurar sua capacidade de socialização.

Entretanto, muitos pais e pedagogos, temem o uso de uma alternativa que tem se tornado cada vez mais comum para estimular o desenvolvimento infantil: o desenho animado. E não faltam motivos para tal preocupação, afinal, alguns desenhos modernos podem ser superficiais, assim como, podem trazer personagens cujos comportamentos não são bons exemplos para a formação das crianças. Mas, por outro lado, existem sim boas opções exibidas na TV brasileira.

 

Neste post vamos discutir aspectos sobre a influência dos desenhos animados na rotina infantil e mostrar alguns bons exemplos que podem contribuir para o aprendizado dos pequenos de forma saudável e divertida. Confira!

 

Oportunidade para a criança estimular a criatividade

 

Sabemos que uma das principais funções da brincadeira na rotina da criança é estimular a criatividade e a imaginação, permitindo o desenvolvimento do raciocínio de maneira mais prática e eficiente.

Com a evolução das tecnologias da informação e da comunicação, a televisão passou a ser cada vez mais presente nos lares, sendo também reconhecida como uma atividade de lazer para as crianças, paralela às brincadeiras infantis. E os desenhos animados, criados com uma linguagem essencialmente lúdica (cores, movimento, musicalidade, temática e temporalidade) e de fácil compreensão, acabam por absorver maior atenção dessa faixa etária, constituindo não apenas como fonte de entretenimento, mas ao mesmo tempo, influenciando na educação e no desenvolvimento infantil. “Ao usar o lúdico, você consegue fomentar aprendizados importantes, trazer questões e novas perspectivas, mas sem perder o encantamento e a curiosidade, permitindo que a criança explore sua imaginação e crie suas próprias expectativas sobre aquilo que está assistindo”, afirma, Thelma Oliveira, coordenadora pedagógica da EvoBooks.

 

 

Noções de moral e sociedade também podem ser ensinadas por desenhos animados

 

Os desenhos animados, assim como os contos de fadas, podem servir para dar às crianças pequenas e simples regras de convivência em sociedade, além de tratarem de aspectos relacionados à moral e ao respeito. Ou seja, podem ajudar a abordar termos e condutas fundamentais, mas que ela ainda não compreende — ou sequer já ouviu falar. “Os desenhos favorecem a problematização e resolução visual de temáticas que, no espaço ‘real’, a criança tem dificuldades de compreender, como nascimento, morte, família e relacionamentos”, explica a pedagoga Patrícia Ignácio, mestre em educação e estudos culturais. Grande parte dos desenhos animados tem como objetivo representar situações cotidianas que a criança habitualmente vivencia — desde um encontro com um coleguinha na escola até o momento do jantar com os pais em casa. Ao ver, nos desenhos, como os personagens se comportam e aprendem lições com outros protagonistas mais velhos, se torna mais fácil para a criança ter seus primeiros entendimentos sobre moral, senso crítico, noção de certo e errado e de bem e mal, além de alertar para consequências de atitudes consideradas inadequadas. “Esse papel é especialmente importante, pois atinge a criança no período da consolidação de valores de forma a ter influência direta na maneira como ela vai enxergar, mapear e marcar sua posição no mundo”, avalia Thelma.

 

Influências na personalidade da criança

 

Quase toda criança se espelha em alguém quando começa a tomar noção de suas próprias decisões e ações. É comum vê-las copiando atitudes do pai, roupas de amigos que adoram ou até mesmo comendo as refeições favoritas da mãe. Essa mesma situação pode ser observada na relação da criança com seu personagem favorito.

É natural que os pequenos, depois de começarem a assistir a um desenho animado comecem a agir de forma parecida com seu personagem preferido. Desta forma, especialista em pedagogia e educação infantil recomendam que os pais e os educadores estejam atentos a verificarem se os desenhos assistidos pelas crianças são considerados educativos, ou seja, se eles apresentam como tema central valores importantes a serem desenvolvidos, como ética, solidariedade, preservação do meio ambiente e diálogo, além de estarem adequado à sua faixa etária daquela criança.

 

Do contrário, o resultado pode ser pernicioso e acabar influenciando os pequenos de forma negativa como, por exemplo, para o consumismo e até mesmo para a violência. “As crianças aparecem na escola com o kit completo do novo desenho: bolsa, lancheira, estojo, lápis, tênis e, quando possível, fantasiadas do mesmo. Elas apenas reproduzem as ações observadas no desenho, por um breve espaço de tempo, pois logo surge novo desenho, com novos personagens, então é hora de mudar”, observa Marcia Araujo, pedagoga e professora alfabetizadora e de Expressão Corporal. Márcia chama atenção tanto para o caráter fugaz e passageiro do sucesso de um personagem “da moda”, como também para o perigo de desenhos que colocam em evidência o consumo, enquanto identificador social.

De acordo com Márcia, outros desenhos/personagens que devem ser evitados na programação das crianças são os que podem estimular a violência, assim como os que enaltecem a imagem, a moda e a beleza (criando preocupações precoces quanto aos padrões corporais vigentes, por exemplo) “Os meninos, com frequência brincam de lutas e armas, mesmo estas não sendo aceitas no ambiente escolar. Quando questionados sobre a brincadeira sempre citam algum personagem de desenho animado ou jogos de videogame. Já as meninas demonstram-se mais vaidosas e competitivas a cada ano, são muitos laços, brilhos, saltos, etc, que transformam nossas pequenas em mini adultas. Por isso, é necessário que tanto pais como professores reflitam sobre esses modelos que estamos apresentando a crianças”, adverte Márcia.

 

Bons exemplos

 

Entretanto, para alívio dos adultos, existem opções de desenhos animados com potencial educativo que podem auxiliar no desenvolvimento das crianças, de forma divertida e atraente. Apresentamos, a seguir, alguns exemplos:

Barney e seus Amigos: Barney é um adorável dinossauro roxo, que esbanja imaginação e simpatia para divertir as crianças pequenas, que começam a descobrir o mundo à sua volta e aprendem cantando, dançando e brincando. Desenho BarneyEspecialistas em desenvolvimento infantil supervisionam cada episódio – desde a criação do conceito até sua produção – garantindo que o conteúdo seja transmitido de acordo com o nível de aprendizado das crianças. Temas como a amizade e a alimentação saudável, por exemplo, são tratados de forma educativa, estimulando a criatividade e a imaginação dos pequenos. Barney e seus Amigos é exibido pelos canais TV Cultura e TV Brasil.

 

 

Daniel Tigre: Elaborado para crianças na idade pré-escolar, esse desenho é protagonizado por um tímido, mas corajoso tigre, de quatro anos, chamado Daniel. Com a ajuda dos vizinhos, da família e dos amigos, Daniel se diverte enquanto ganha habilidades e vivências que o auxiliam no crescimento. Desenho Daniel TigreO desenho aborda, inclusive, temas considerados delicados para o universo infantil, ajudando os pequenos a lidarem com situações semelhantes. Há episódios, por exemplo, em que o menino/tigre é levado para tomar uma injeção e outro que ele presencia uma grande tempestade. Daniel Tigre está disponível na programação dos canais Disney Junior (pago) e TV Brasil.

 

 

Caillou: O protagonista deste desenho é Caillou: um menino de quatro anos, muito curioso e com uma imaginação extremamente fértil. A animação mostra, a partir de situações simples, o cotidiano de crianças nesta fase em meio a ações educativas.Desenho CaillouEntre os temas abordados estão a família, o comportamento social, a solidão, os laços de amizade, e o trato com diferentes emoções, como ansiedade, medo, empatia, tristeza, alegria e estações do ano. Como as experiências são típicas de uma criança de pouca idade, telespectadores podem se identificar facilmente com a série. No Brasil, é exibido pelo Canal Futura.

 

 

Aventuras com os Kratts: Destinado para crianças a partir dos 7 anos, o desenho mostra as aventuras dos irmãos Chris e Martin Kratt que viajam com sua equipe em busca dos segredos de animais exóticos. Desenho KratsA cada encontro com um novo animal, os Kratts ativam seus trajes especiais que lhes permitem copiar as habilidades dessas criaturas.Em todos os episódios, os personagens explicam noções de química, física, geologia, biologia e história natural. “Aventuras com os Kratts” é exibido pelo canal Discovery Kids.

 

 

Miles do Amanhã: Fruto de uma parceria entre a Nasa, o Google e o Disney Júnior, uma das motivações para se criar a série foi incentivar meninas a gostarem de ciência e tecnologia desde cedo. Desenho Miles do AmanhãPor isso uma das personagens, a jovem Loretta, é uma expert em linguagem de programação que convive com seu irmão Miles, um aventureiro que vive no espaço, e a mãe Olívia, responsável por pilotar a nave da família. Com temática educativa, a animação pretende cultivar nos pequenos telespectadores o interesse por ciência e tecnologia. A série é transmitida pelo Disney Júnior e pelo SBT.

 


 

 

Cadastre-se e receba dicas e novidades